segunda-feira, 18 de abril de 2022

DuckDuckGo apagou os resultados das pesquisas dos sites dedicados à pirataria

DuckDuckGo apagou os resultados das pesquisas dos sites dedicados à pirataria


Sendo uma alternativa ao Google e ao Bing, o DuckDuckGo tem estado a ser avaliado e monitorizado de forma ativa. Este motor de pesquisa foca-se na privacidade e na proteção dos utilizadores e dos seus dados.
Esta aura parece agora estar a ser testada, com uma decisão importante que foi tomada. O DuckDuckGo começou a apagar resultados dos sites dedicados à pirataria, arrastando consigo alguns que receberam recentemente o aval para poderem funcionar na Internet.
É normal que de forma periódica os sites dedicados à pirataria sejam banidos dos motores de pesquisa da Internet. Este cenário é visto na proposta da Google e da Microsoft, de forma a cumprirem ordens do tribunal e evitarem problemas legais.
O mais recente a seguir este caminho foi o DuckDuckGo, que eliminou dos seus registos muitos dos sites dedicados à pirataria. Ao contrário da concorrência, que os releva para o final dos resultados, a decisão aqui foi eliminar de forma completa.
O resultado pode ser visto de imediato ao pesquisar no DuckDuckGo, por exemplo, pelo conhecido Pirate Bay. A juntar a este conhecido site estão outros, de igual peso. Assim, os pesquisar por 337x ou Fmovies o resultado irá ser o mesmo, ou seja, sem registos.
Curiosamente, esta decisão parece ter sido levada mais longe e está a barrar outros sites. Ao pesquisar pelo conhecido site Youtube-dl, dedicado a descarregar vídeos do YouTube, o resultado é o mesmo. Este foi autorizado a funcionar e não viola qualquer regra de direitos de autor.
Apesar de se julgar que este processo fosse focado em ordens de tribunal, associado a processos contra sites piratas, a verdade por ser diferente. Por norma estes focam-se em links específicos e não nos domínios completos como se está a ver agora neste passo do DuckDuckGo.




Até agora não existe uma posição tomada pelo motor de pesquisa. A DuckDuckGo parece estar a antecipar problemas e por isso resolveu tomar estas medidas, para assim estar protegida contra qualquer ação em que seja incluída por permitir a partilha de links de sites dedicados à pirataria.

Use em:


domingo, 10 de abril de 2022

Cartazes Prevenção das Dependências online de Crianças e Jovens

A Direção-Geral da Educação acaba de lançar, no âmbito do Centro de Sensibilização SeguraNet, a 3.ª Campanha de Pacotes de Açúcar, com o apoio da Delta Cafés.

São nove as situações apresentadas sobre a prevenção das dependências online de crianças e jovens. Esta campanha nacional, que contém imagens da autoria do ilustrador Nelson Martins, segue a linha gráfica da campanha “Férias: um lugar tecno saudável!”, que visa sensibilizar crianças e jovens para o uso saudável da tecnologia durante o período das férias escolares.

A campanha de pacotes de açúcar, dirigida a pais/encarregados de educação, a todos os agentes educativos e a todas as famílias tem a colaboração do Professor Daniel Sampaio, da Professora Ivone Patrão e o apoio da Geração Cordão e do Instituto de Apoio à Criança.



















https://www.seguranet.pt/sites/default/files/202106225-seguranet-tec-ferias-v5.pdf

https://www.seguranet.pt/pt/recomendacoes-para-o-uso-saudavel-da-tecnologia-nas-ferias


Livro ZigZaga na Net

Livro ZigZaga na Net, inspirado nas histórias da 1.ª temporada do podcast ZigZaga na Net, e que  foi desenvolvido numa parceria entre o Centro Internet Segura  (Centro Nacional de Cibersegurança) e SeguraNet (DGE) — Centros de Sensibilização do Consórcio Centro Internet Segura — e a Rádio ZigZag (RTP).

Dividido em 30 episódios, que contam 30 pequenas histórias, o livro é um contributo para o desenvolvimento da literacia digital dos mais novos - crianças da Educação Pré-Escolar e do 1.º ciclo do ensino básico.

Ao longo do texto, adaptado a partir do original de Fátima Éffe, Benjamim e os seus amigos, acompanhados do PISCA e da INES, ajudam a fazer navegações mais seguras, dão informações úteis e esclarecem dúvidas sobre o desafiante mundo digital.



ZigZaga na Net

O Livro descarregue em:

https://www.academia.edu/76030244/ZigZaga_na_Net 


Episódios ouça em:

https://www.rtp.pt/play/zigzag/p5444/zigzaga-na-net

sexta-feira, 8 de abril de 2022

Recursos Ucraniano / Português / Ucraniano

Para ajudar os ucranianos que chegam a Portugal a página RTP Ensina tem disponível desde esta quinta-feira um breve dicionário com algumas das palavras mais úteis e práticas para quem chega ao país.
O coordenador do RTP Ensina, João Barreiros, explica o objetivo deste recurso serve não só para alunos ucranianos que estão já no sistema de ensino, mas também para os alunos portugueses que queiram comunicar ou aprender algumas palavras desta língua.




Outra possibilidade é o usar o Google Lens - Traduzir no contexto.
Por exemplo:
  1. Faça o download do Google Lens na Play Store – alguns smartphones já contam com o app instalada de fábrica – ou descarregue a app “Google” no iPhone;
  2. Abra a aplicação do Lens no Android (ou o app “Google”, no iOS, e depois clique no ícone do Lens na barra de pesquisa);
  3. No Google Lens, selecione o modo “Traduzir”;
  4. Aponte para um texto impresso em qualquer suporte e aguarde o reconhecimento no idioma pretendido (exemplo português para ucraniano ou ucraniano para português);




quarta-feira, 30 de março de 2022

Pensamentos reciclados, repetidos e cíclicos...

Pensamentos reciclados, repetidos e cíclicos...

Os cenários disponíveis:
1. Não tenho computadores para construir cenários com o digital.
A. Entretanto o Ministério entrega equipamentos

2. Não tenho internet para construir cenários com o digital.
B. Entretanto o Ministério entrega hot spots

3. Não tenho auricular para usar em aulas com o digital.
C. Entretanto o Ministério entrega uns auriculares.

4. Não tenho mochila para transportar todo este material digital.
D. Entretanto o Ministério entrega uma mochila muito catita

5. Não tenho formação adequada à transformação digital.
E. Entretanto o Ministério promover o Plano de Capacitação Digital
F. Entretanto continuam sem formação adequada à integração digital

6. O currículo é muito extenso para integrar o digital
G. Entretanto o Ministério oferece a tesoura da flexibilidade curricular
H. Entretanto descubro que não sei cortar

8. O digital não desenvolve a motricidade fina
I. Não sabia que existem milhares de atividades para desenvolver motricidade fina

9. Os alunos tem excesso de ecrãs.
J. Os alunos não usam digital nas atividades letivas... ups... afinal é fora da escola

10. Já me dói a cabeça e não posso integrar o digital.
K. O Ministério oferece uma caixa de benuron dentro da mochila com o computador

11. Tanto me faz qualquer uma das opções, sou sempre do contra.

Quantos argumentos precisamos para decidir dar um pequeno passo?
É difícil a transformação, mas o primeiro passo é de cada um de nós! Coragem e quando corre mal, levanta-mo-nos e provamos que sabemos fazer melhor, com novas rotinas para nos reinventamos.
Não há professores velhos ou novos, digitais ou analógicos... há competentes e com ética e como em todas as profissões, também o seu contrário.

-Quadros interativos nas escolas quem se lembra? Formação adequada ou técnica?
-Computadores Magalhães quem se lembra? Formação adequada ou técnica (ou nenhuma)?
-Formação sobre Modelos pedagógicos ativos com tecnologia? Quando? Onde?
-Formação pedagógica adequada aos tempos modernos que inclua avaliação, flexibilidade e o digital, quem se lembra?
-Avaliação de desempenho docente mais justa, alguém se lembra?

Pois... ainda bem que só precisamos dos computadores e de internet para estarmos felizes...

Felizmente dá para o (des) contentamento de todos...









sexta-feira, 25 de fevereiro de 2022

Pensar a Escola Digital - Laboratórios Práticos

A partir do dia 4 de março iniciaremos um grande evento até dia 30 de maio:

"Pensar a Escola Digital - Laboratórios Práticos"

inscrições e informações em: https://cercfms.wixsite.com/pensarescoladigital


Pretende-se trabalhar a emancipação das escolas no sentido de construírem projetos educativos autónomos que integrem as tecnologias e todas as respostas que se exigem de uma escola atual.

Procura-se ainda trabalhar os desafios que são colocados aos docentes e lideranças pedagógicas e outros atores da comunidade educativa, no sentido de articular as políticas educativas, as necessidades digitais e as metodologias ativas, em proximidade com as potencialidades do território e da cultura.

Um grande evento que tem como destinatários os Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial. Tem certificação (CCPFC/ACC-113383/21), em regime de frequência híbrido para 25 horas acreditadas: 6 sessões presenciais (em escolas de Guimarães e Vizela - associadas do Centro de Formação Martins Sarmento), síncronas e assíncronas.

Promovido pelo Centro de Formação Martins Sarmento

Com o apoio da HP, Intel, Promethean, MAKE it Pedagogical, Nautilus S.A., DreamShaper, Intuitivo

Para mais informações, contate diretor.cfms@gmail.com

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2022

Da série "Vai ficar tudo bem"

Como é que se diz mesmo? "Vai ficar tudo bem".

Quem se lembra? Um Plano de Ação para a Transição Digital tem que ir mais longe... este é um caso emblemático e noticiado, mas quantos são ainda os alunos e as famílias sem acessos? O país melhorou, mas é preciso mais planeamento e operacionalizar!


12 fevereiro 2021

Aluna de Vimioso com aulas online na carrinha do pai à procura de rede.

Leonor Miranda, de 12 anos, desloca-se mais de um quilómetro várias vezes ao dia para assistir às aulas online dentro da carrinha que o pai estaciona num ponto alto da aldeia para apanhar rede

https://www.dn.pt/sociedade/aluna-de-vimioso-com-aulas-online-na-carrinha-do-pai-a-procura-de-rede--13345070.html

3 fevereiro 2021

Um ano depois, aluna de Vimioso continua à procura de rede móvel para estudar

Um ano depois, Leonor Miranda continua a ter sérias dificuldades em conseguir ligação à internet fora da escola. A ANACOM promete uma cobertura mais forte do território nacional, entre 2023 e 2025.



sábado, 29 de janeiro de 2022

Inteligência Artificial na Educação - Google AutoDraw

Ferramentas de apoio a desenho da Google e a forma como a inteligência artificial se torna tão visível no apoio e suporte à Educação.
E será que uma rede neural consegue aprender a reconhecer os seus desenhos?
Ajude a ensinar a rede adicionando os seus desenhos ao maior conjunto de dados sobre desenhos do mundo (em inglês). Esses dados serão compartilhados com o público para ajudar nas pesquisas de outros. Isto é Inteligência Artificial a funcionar em pleno.




Vídeos tutoriais:



Página de algumas experiência inovadoras da Google

quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

Timings perfeitos, sempre perfeitos!

Atualmente temos as estirpes Delta, Ómicron, e agora Deltacron... 

Isto fez-me pensar em nomes para as próximas estirpes, e não sendo originais, só para que pelo menos nos nomes mantenhamos alguma coerência, sugiro as seguintes ideias:

Que tal o Unicron (o maior robot jamais criado), o Galvatron (Robot criado a partir de restos de outros) e o mais complexo vilão, o Megatron (este já deve ser uma bactéria, porque é um robot maligno capaz de alterar o seu corpo).

Já as próximas vacinas, também me lembrei que poderiam ter nomes com alguma coerência, dado os nomes das variantes covid-19. Neste caso, as minhas sugestões são: Bumblebee, Ironhide e Optimus Prime (pode ser que este consiga terminar com esta bicharada).

Entretanto, num mundo real bem perto de nós, continuamos a brincar ao Serviço Nacional de Saúde (SNS) e à Direção Geral de Educação (DGE). Afinal, ora se recomenda um procedimento, ora se altera para outro, com as escolas a não terem a mínima ideia de como proceder, tais os disparates desta enorme comédia, na qual já ninguém controla pandemia que valha. Note-se, quantos são os alunos em casa, e outros tantos nas escolas. Voltam uns, saem outros, que é para as turmas não serem muito grandes. Alguns alunos permanecem na escola presencial (famosa e afinal tão útil neste tempo) a fazer de conta que estão a aprender e os outros a tentar perceber o que lhes está a acontecer. As escolas com falta de recursos humanos, professores, funcionários, técnicos, porque uns estão isolados, outros doentes.

Mas neste nosso retângulo onde tudo é pacientemente bem preparado, vai passar um mês, senão mais tempo, de pseudo aulas presenciais! Alguns a ter aulas remotas, outras nas salas de aula físicas, atividades sem conexão, currículos em desorientação... mas felizmente, estamos a recuperar as aprendizagens!!!

Para ver se percebo este filme de ação, afinal a primeira semana de aulas foi suspensa porquê? Não era para conter a pandemia? Está a resultar a olhos vistos, e tivemos a sorte, de uma vez mais, todo o planeamento ser muito bem conseguido, ora depois do início das aulas presenciais é que são vacinados os alunos de... todas as idades, só para acelerar o processo e já agora os professores e funcionários, só para que não fiquem isolados... afinal precisamos deles para ocuparem o tempo das crianças enquanto a economia recupera! Timings perfeitos, sempre perfeitos!

Será que ainda pensamos que 15 dias a 1 mês de aulas online seria prejudicial, tendo em conta o que estamos a assistir e que se antevia? Ah, já sei, faltavam os tais 500 mil computadores, que estão AGORA a ser entregues nas escolas. Pois! Timings perfeitos, sempre perfeitos!

Felizmente, todo o sistema está muito bem planeado e depois das eleições voltamos a conversar, assim que houver genuína preocupação com o sistema educativo e, com o sistema de saúde, em Portugal... Até lá e entretanto continuamos em modo transformers, ora sou robot pensante, ora sou conduzido estrada fora!

Bom, mas como era apenas um filme, apaguei a televisão e não vi mais os transformers!






domingo, 9 de janeiro de 2022

episódio n.52 podcast Faces da Educação: Tecnologia Digital ao Serviço da Inovação Pedagógica

Bem vindo ao episódio número 52 do podcast Faces da Educação: Tecnologia Digital ao Serviço da Inovação Pedagógica

Neste episódio estive à conversa com Marco Bento, professor, investigador, pai e um apaixonado por educação.

Tem trazido valiosos contributos no que diz respeito à introdução de reflexões e práticas inovadoras fora e dentro da sala de aula, nas escolas públicas e privadas de 1° ciclo, utilizando meios tecnológicos e digitais.

O projeto onde tem estado mais envolvido tem como nome "SUPERTABi" iniciado no concelho da Maia.

Ouçam esta conversa e partilhem connosco a sua opinião.

Ouvir aqui

Até já


Poderás saber mais sobre o seu trabalho aqui:

https://www.marcobento.com

https://www.facebook.com/supertabi


Conhece mais do meu trabalho em:

Facebook: https://www.facebook.com/relacoesmaisconscientes/ 

Instagram: https://www.instagram.com/danielaflaranjeira/



Podem ouvir aqui: https://anchor.fm/faces-da-educao/episodes/Faces-da-Educao---Tecnologia-Digital-ao-Servio-da-Inovao-Pedaggica-e1cnciq/a-a778lpo

quarta-feira, 5 de janeiro de 2022

Podcast Conversas Pedagógicas #52: "Resoluções de Ano Novo para a Infância"

Podcast Conversas Pedagógicas #52: "Resoluções de Ano Novo para a Infância"


6 de janeiro 2022 às 21h30 online em https://www.facebook.com/childdiarynet

O podcast mais escutado pelos Educadores de Infância em Portugal inicia este ano novo juntando um painel de 3 profissionais que pela sua experiência profissional e investigativa muito nos têm a dizer, ou fazer pensar, sobre as Resoluções para este Ano Novo!

Que Educação de Infância queremos?

Qual a Educação de Infância possível na conjuntura atual?

O que não volta a ser como antes? E ainda bem?

Esta quinta-feira à hora do costume - 21h30, na página de Facebook da ChildDiry estaremos à conversa com:

- Educador/Formador - Rui Inácio

- Educadora/Professora/Coordenadora Pedagógica - Patrícia Beira Grande

- Professor/Investigador e fundador do Supertabi - Marco Bento

- Enfermeiro/Formador/Fundador da Escola de Pediatria - José Coentrão

Junte-se a nós para mais uma noite de reflexão e crescimento profissional!



segunda-feira, 3 de janeiro de 2022

Webinars à la Carte

Os Webinars à la Carte são uma componente do projeto Aulas à la Carte dedicada à formação docente, tendo em vista a renovação e/ou ampliação do repertório de práticas pedagógicas.


Inscrições em: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdbGo8O2EiukgCzMt__6E5nJ5UeUJ-OhnH7tRmy-sa1RIgG9Q/viewform

Mais vistas